Como se utiliza
a Mandala Lunar?

Como usar o diagrama lunar

 

O que é?

O diagrama lunar é um espaço de registo diário e sintético do que vivemos e sentimos. O preenchimento regular cria um infográfico colorido que permite a visualização rápida de aspectos de nossas vidas em cada ciclo. Com isso é possível ver o todo, perceber padrões e estabelecer correlações entre o que fazemos e o que sentimos; ao mesmo tempo que ficamos conectados com o que é importante em todos os momentos. Pessoas que menstruam também podem observar seu ciclo menstrual e perceber padrões e potencialidades.

Funciona por lunação

Uma lunação é um ciclo completo da lua, começando em cada lua nova e passando por todas as suas fases até um dia antes da próxima lua nova. Uma lunação dura entre 29 e 30 dias, mas os ciclos da lua não são sincronizados com os meses do calendário gregoriano, portanto, uma lunação geralmente começa em um mês e termina em outro. Cada diagrama que você encontra no livro representa uma lunação do ano de 2023.

Para pessoas que menstruam

Se você menstruar, também poderá registrar a contagem do seu ciclo menstrual. Isso começa no primeiro dia de sangramento (sangue vermelho vivo) e continua até o início da próxima menstruação, quando a contagem recomeça. O ciclo menstrual dura aproximadamente o mesmo tempo que uma lunação, mas é muito raro que ambos comecem e terminem no mesmo dia. Portanto, o seu ciclo menstrual será quase sempre dividido em dois diagramas. Você pode desenhar uma linha vermelha entre os dois ciclos para marcar o início de cada novo ciclo.

Tópicos de auto-estudo

Os diagramas são espaços para nutrir a pesquisa sobre você ao longo de cada lunação. As lendas que você vai criar no seu marcador nascem dessa autoinvestigação sobre o que você realmente quer observar em si mesmo — com coragem, curiosidade e compaixão. Que perguntas podem ajudá-lo a mapear seu caminho para o autoconhecimento? Quais são os pontos da sua vida, personalidade, hábitos e relacionamentos que você gostaria de iluminar e ver melhor a cada nova lunação? Você pode usar qualquer caminho que desejar para criar suas próprias lendas. Oferecemos-lhe uma sugestão com alguns exemplos abaixo.

Crie listas honestas sobre:

  • Aspectos físicos que você gostaria de mapear em seu corpo (menstruação, dor de cabeça, apetite, ondas de calor, cansaço, insônia)
  • Hábitos que estão atrapalhando seu processo ou intenções (passar muito tempo nas redes sociais, usar telas até tarde da noite, pegar o telefone assim que acordar)
  • Suas verdadeiras motivações e interesses
  • Seus principais desafios emocionais e mentais (feridas, agressividade, medo, ansiedade, procrastinação)
  • Hábitos que ajudam a relaxar, nutrir e suavizar (fazer exercícios, ler, dançar, demonstrar carinho)
  • Qualidades ou valores que você deseja cultivar em sua vida (carinho, criatividade, autoestima, presença)

Nas suas listas, selecione os aspectos que você considera mais importantes para estudar ao longo deste ano ou durante alguns ciclos. Observe quais aspectos são específicos e quais variam em intensidade. Crie a legenda de cores e ícones em seu marcador para os aspectos que você escolhe estudar sobre si mesmo em sua Mandala Lunar seguindo as seguintes orientações.

Cores

Para sensações e sentimentos que variam em intensidade (carinho, criatividade, intuição, tranquilidade, diversão, extroversão). O marcador será o seu guia: defina uma cor para cada sensação, pinte o espaço correspondente e escreva o significado daquela cor. Manter as mesmas cores ao longo do ano facilita a aquisição dos diagramas na leitura posterior.

Ícones

Para marcar eventos ou ações específicas, hábitos ou rotinas (meditação, caminhadas, estudo, dança), eventual uso de substâncias viciantes (café, açúcar, álcool ou tabaco), questões físicas (resfriado, dor de cabeça), emoções e sensações (felicidade, tristeza , fúria, ansiedade, criatividade), ações ou acontecimentos (conflitos interpessoais, contato com a natureza, relacionamento sexual, sonhos importantes). Para quem menstrua, anotações sobre o ciclo menstrual (ovulação, dores menstruais, dores nas mamas). Você construirá sua biblioteca de ícones ao longo do ano.

registrar

No dia a dia, pegue seu favorito e vá até a página da lunação atual. Encontre o dia em que você está, coloque o marcador próximo a ele, alinhando os anéis no diagrama e sua própria legenda. Pergunte-se sobre a presença de cada um dos aspectos que escolheu observar e colora cada anel com mais ou menos intensidade e/ou desenhe os ícones correspondentes.

Revisite e colete informações de seus diagramas

Existem várias maneiras de interpretar seus diagramas já preenchidos. De forma simples, você pode observar:

  • Correlações: entre como me senti, os ciclos da natureza e o que fiz.
  • Padrões cíclicos: eventos que se repetem durante um determinado período de tempo.
  • Minha história: olhar para o que havia de mais vivo em mim em cada momento.

Observar as anotações de um dia permite fazer correlações entre os temas. O que estou sentindo pode estar relacionado ao que fiz hoje ou nos dias anteriores. A análise de um diagrama permite perceber correlações entre os temas do meu estudo, as fases da Lua, o ciclo menstrual* e as oscilações que podem ocorrer, sejam elas sutis ou intensas. Comparar alguns diagramas permite a percepção de padrões cíclicos, bem como observar sensações, predisposições e ações (ou a falta delas) que se repetem em cada fase lunar, mês, estação, período do ciclo menstrual* ou outro ciclo que você esteja vivenciando .

Faça como quiser

A Mandala é um espaço em branco personalizável de acordo com as suas necessidades. Assim como cada pessoa, cada Mandala é única e não existe uma forma “correta” de utilizá-la. Você pode utilizar cada um dos espaços disponíveis no marcador ou apenas alguns deles; registrar aspectos físicos, emocionais e mentais todos os dias (ou apenas alguns deles); mude o tema do seu auto-estudo sempre que sentir necessidade, por exemplo: avalie a sua própria organização (horários, ritmos, alimentação, descanso), acompanhe a sua fertilidade, a sua vida profissional, a saúde física, a relação com a natureza, etc. .. Se desejar, você pode criar um rascunho do seu marcador antes de escrever nele ou escrever primeiro a lápis.

A Mandala é uma ferramenta para você usar quando sentir necessidade. Se o momento da sua vida não pede que você recorra a ele, está tudo bem!

Exemplo de uso da Mandala

Na proposta de marcadores que você encontra acima optamos por observar 9 energias cíclicas inspiradas nos chakras, que chamamos de “poderes”.

Presença: estar presente no aqui e agora.

Intuição: perceber e confiar nos próprios instintos e sensações.

Extroversão: direcionar sua energia psíquica para fora.

Carinho: dar e receber amor.

Autoconfiança: reconhecer nosso valor pessoal e amar quem somos.

Energia sexual: desejo sexual ou libido.

Poder de ação: exercer o poder de realização através da ação.

Energia vital: sinta a energia vital pulsar em você.

Clique aqui para ler mais sobre cada um desses poderes.

Em cada período do nosso ciclo apresentamos diferentes potências em diferentes intensidades. Conhecendo nossos padrões podemos planejar aproveitar o potencial de cada fase; e ao identificar a falta desses poderes em outras mandalas, podemos evitar nos submeter a situações que já sabemos que não são propícias a determinados momentos do nosso ciclo.