Nós somos Mawu

Encantadas por autoconhecimento e saberes ancestrais e contemporâneos, nascemos para compartilhar com você ferramentas e experiências que nos convidam a nos conhecer. Colocamos o auto estudo do nosso ciclos internos e da natureza como fonte fundamental para gerar consciência sobre si mesmo e sobre a realidade.

registro de sonhos

No Mawu você terá acesso a ideias, conteúdos, ferramentas e experiências que buscam nos ajudar a resgatar a conexão com nossos ciclos, a consciência sobre a importância de cuidar de nós mesmos mas também do coletivo.

Em 2021 iniciamos esta aventura partilhando a Mandala Lunar. É um livro diário criado originalmente no Brasil, que está em sua 8ª edição e já chegou às mãos de mais de 80 mil pessoas ao redor do mundo. A concepção artística, textual e conceitual é resultado da colaboração de três amigas: Ieve Holthausen, Naíla Andrade e Victoria Campello, de Porto Alegre.

Mawu nasceu para fazer com que esta poderosa ferramenta atravessasse o oceano e também estivesse disponível em espanhol para o hemisfério norte. Em 2022 lançamos a oferta da versão do hemisfério norte em espanhol e português. E com a edição de 2023 continuamos com o propósito de tornar a Mandala Lunar e os conhecimentos ancestrais e contemporâneos cada vez mais acessíveis, acessíveis e sempre disponíveis.

Neste caminho que temos semeado, alimentamos uma nova colaboração. Traduzimos o livro 'A Menina que Virou Lua', também de origem brasileira, para espanhol, basco e inglês. Este lindo livro infanto-juvenil vem nos contar sabedorias ancestrais - memórias antigas, há muito esquecidas e silenciadas -, de uma época em que sentíamos a honra, o poder e o orgulho de habitar um corpo feminino. Escrito por Morena Cardoso e ilustrado por Julia Vargas, é sem dúvida uma ferramenta transformadora para quem quer saber mais sobre a menarca.

Somos uma rede global que cresce a cada dia, onde o principal objetivo é semear conhecimento sobre nós mesmos e, a partir de uma visão integral e de valores de cuidado com a Vida e a Terra, proporcionar autoconhecimento, cura e contribuir para uma cultura da colaboração e do amor como princípios fundamentais.
Obrigado por apoiar nossas iniciativas.
Com amor,
Leire e Mayte